Quem foi Tiradentes e por que é feriado no dia 21 de abril?

Ao ouvir o nome “Tiradentes”, a primeira coisa que pode passar à cabela é que ele foi um famoso dentista, não é mesmo? Mas, não foi por isso que ele ganhou um feriado nacional.

Joaquim José da Silva Xavier foi um mascate, minerador e militar que viveu entre os anos de 1746 e 1792. Na verdade, ele exercia o oficio de dentista, mas não era formado.

O que pegou para o seu lado é que ele começou a participar de grupos que apoiavam a independência de Minas Gerais, ou seja, eram contra o governo.

+Leia também: 6 séries para quem AMA história

A Inconfidência Mineira

Esse foi o nome dado para esse movimento que desejava ver Minas como um Estado independente.

Na época, a capitania vivia da mineração, porém o declínio desta atividade fez com que os comandantes cobrassem cada vez mais impostos de todos os trabalhadores. A forma como eram tratados neste época não era nada legal.

O pessoal começou a articular uma tomada de poder, porém revolução não chegou a acontecer, pois eles foram delatados aos portugueses. Assim, mais uma vez dedurado, Tiradentes acabou preso.

Todos os inconfidentes foram condenados à morte, no entanto somente ele foi executado por ter assumido toda a autoria pelos atos, inocentando os companheiros.

Foi no dia 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro, que o mártir foi enforcado e esquartejado em praça pública! Pesado, né?

Sua presença na história divide estudiosos: uns acreditam que ele não teve tanta importância assim enquanto outros afirmam que ele foi a figura simbólica de que a futura república precisava, pois foi o único a perder a vida no terrível episódio.

Como se tornou um símbolo para que chegássemos ao Brasil que conhecemos hoje, seu nome é lembrado em museus, praças (entre elas, a mais famosa é a Praça Tiradentes, no Rio) e, claro com um feriado nacional a fim de preservar a memória brasileira.

Quer saber mais?

Quem foi Tiradentes e por que é feriado no dia 21 de abril?

Nossa dica para entender melhor tudo isso é o livro Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles, uma coletânea de poemas que conta a história de Minas Gerais.

Você também pode assistir ao filme “Tiradentes”, lançado em 1998, que, como o nome mesmo diz, fala sobre o personagem histórico.

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s