SOS SEXO: dúvidas sobre a primeira vez com uma pessoa do mesmo sexo

Falar sobre sexo deveria ser algo natural, não é mesmo? Porém, infelizmente, não é o que acontece. Quando se trata de sexo entre um casal homoafetivo, então, quase não ouvimos nada que envolva o tema – além do tabu, existe o preconceito. Pensando nisso, consultamos especialistas no assunto e vamos tentar acabar com  algumas dúvidas. Olha só!

SEXO ENTRE MENINAS

giphy13

*Sou virgem e vou transar pela primeira vez com uma garota, mas não sei como agir. Quais pontos eu devo estimular na minha parceira?
Lu Port-aux, personal sex e coach em autoestima e sedução nos ajuda a descobrir.

“Primeiro não coloque tanta pressão e expectativa, achando que a primeira vez é perfeita, pois nem sempre é. O que facilita muito no sexo entre meninas é que conhecemos nossas fragilidades emocionais e os pontos mais sensíveis do nosso corpo. Por isso, faça como gostaria de receber e lembre-se de que sexo bom não tem espaço para o egoísmo. Um lugar tranquilo, trocas de olhares, muitos beijos e deixar fluir. Então, o medo desaparece e é como se mesmo sem experiência, fossemos embaladas numa coreografia perfeita de sensações. Relaxe e aproveite o momento, pois é só o começo e tudo será melhor nas próximas”.

*Como devo me prevenir para não contrair uma Doença Sexualmente Transmissível? Preciso me proteger no sexo oral?

“É muito raro encontrar informações sobre sexo seguro entre lésbicas. A maioria dos artigos, campanhas e estudos está relacionada ao universo homossexual masculino. De acordo com um estudo do Centro de Referências e Treinamento DST/AIDS de 2012, da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, apenas 2% das lésbicas entrevistadas se previnem para evitar as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Entendam meninas: começar a vida sexual traz consigo responsabilidades, principalmente com relação à saúde. Então, precisamos de informações para prevenir de possíveis doenças e aproveitarmos sem grilos o melhor que é o prazer”.

Segundo a especialista, para evitar o contágio de possíveis DST’s, basta seguir algumas recomendações:

  • Lave as mãos com sabão neutro antes das relações, mantenha unhas e áreas genitais sempre limpas;
  • Não use roupa íntima e toalhas de banho de outra pessoa, mesmo que seja do seu amor;
  • No sexo oral, use camisinha feminina ou filme plástico limpo e resistente, colocando-o sobre o clitóris, vagina e vulva. Os filmes plásticos usados no micro-ondas são mais porosos e permitem passagem de bactérias, por isso, não servem;
  • Quando for introduzir dedinhos na vagina ou ânus, pode-se usar luvas, daquelas cirúrgicas ou descartáveis que usamos para pintar os cabelos;
  • Fiquem atentas: algumas doenças podem ser transmitidas na fricção das partes íntimas, como herpes genital, condilomas e outras úlceras externas. Por isso, a importância da visita ao médico para verificar como anda sua saúde íntima.
  • Camisinha masculina é válida para meninas no uso de acessórios para penetração. Ela não deixa de ter utilidade para os casais que usam acessórios (brinquedos eróticos) para penetração. Terminando de usar, passe um paninho úmido com uma gota de detergente neutro e depois passe novamente o paninho até tirar o detergente. Seque e depois deixe num saquinho em lugar arejado e seco (e evite produtos abrasivos);
  • O HPV pode levar desde as lesões verrucosas (condilomas) até ao câncer de colo uterino. Já existem vacinas para diminuir estes riscos, por isso, a medida pode ser avaliada com um médico;
  • Também podem ser transmitidas a Vaginose Bacteriana, Pediculose pubiana (também conhecida como piolhos genitais) e Tricomoniase, causada por um parasita, que causa vaginite e corrimento vaginal;
  • Cuidado redobrado em relações quando alguma estiver menstruada: vamos combinar uma pausa, okay?
  • É importante que, independentemente da sua orientação sexual, as consultas ao ginecologista sejam regulares.

O uso de lubrificantes. Quando eles são necessários?
“Se houver introdução de dedos ou acessórios como consolos e vibradores é fundamental o uso de lubrificante. Eu recomendo os à base de água achados em farmácias, para não ferir a região, principalmente se você ainda for virgem ou tiver pouca experiência. Com o tempo e conhecendo melhor o seu corpo algumas mulheres tem um excelente lubrificação, resultante do estímulo certo. Daí você vai poder decidir se é necessário ou não o uso de lubrificantes”.

Lembre-se sempre: sexo com amor é sinônimo de sexo seguro. Por isso, previna-se!

SEXO ENTRE MENINOS

giphy12

A proteção neste caso não muda muito em relação aos casais heterossexuais. No entanto, é preciso ter alguns cuidados: “O ânus é um local propício para proliferação de bactérias e contágios, considerado como um dos modos mais frequentes de se contrair o vírus HIV, causador da AIDS. O líquido seminal de uma pessoa soropositivo carrega grande quantidade de carga viral (HIV) e, durante o ato, podem ocorrer microfissuras na região do ânus e reto, facilitando a contaminação”, destaca a especialista. Por isso, é fundamental o uso de camisinha. Não pense que somente no sexo anal; no oral também é preciso proteção! “Recomendo preservativos com sabores, para o oral ficar bem mais divertido”, orienta Lu Port-aux.

A especialista também recomenda que, ao manipular o ânus com o dedo, use e abuse das luvas cirúrgicas descartáveis, sempre com muito lubrificante. Usou, joga fora. “O sexo oral sempre antes do anal, mesmo usando camisinha. Deu vontade de um replay, ambos vão direto para uma ducha e recomecem com o oral”, frisa.

No sexo anal, é preciso usar algum tipo de lubrificante?
“Sempre, meninos! O que não pode faltar no “kit alegria” de vocês são muitas camisinhas e lubrificante à base de água, que é muito mais seguro em contato com a camisinha.

O uso de lubrificante é importante, porque o ânus é uma região muito sensível e como já foi dito, um local propício para contaminação. Se lesionar o local pode ser muito perigoso e uma abertura para o contágio de doenças. 

PAPO SÉRIO!
 Não usar preservativo jamais será uma prova de amor. Por isso, tome cuidado com esse discurso. Quem gosta de você verdadeiramente o respeita e relacionamentos sérios não se constroem em uma semana ou em alguns meses. Às vezes passamos uma vida inteira ao lado de alguém e somos surpreendidos nem sempre de forma agradável. Então, aproveite a vida com sabedoria, cuide da sua saúde e brinque muito de forma segura!

Consultoria: Lu Port-aux, personal sex e coach em autoestima e sedução

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s