O que é rinite alérgica e como minimizar os sintomas

O olhos lacrimejam, ficam inchados e vermelhos; a garganta coça; o nariz apresenta coriza ou congestão, e a gente espirra sem parar. Estamos falando dela: a rinite alérgica.

O que é a rinite?

A doença, que pode atingir pessoas de qualquer idade, é uma reação do sistema imunológico (o soldado de defesa do corpo) ao contato com partículas que são estranhas ao organismo, os chamados alérgenos. Basta respirar alguma substância estranha para que comece todo o trabalho – e coloca trabalho nisso – do corpo.

O espirro em excesso, a congestão e a irritação se explicam porque o nariz é a porta de entrada do ar com impurezas. “O nariz tem como função filtrar essas impurezas mecanicamente através do muco e dos pelos nasais, além de umedecer e aquecer o ar que vai até os pulmões”, explica o Dr. Roberto Debski.

No inverno parece que tudo piora, não é mesmo? E não é coisa da sua cabeça. Nos dias frios, há mais agressão das vias aéreas, por isso, há maior predisposição às crises.

Nessa época, a galera também prefere ficar em ambientes fechados, o que propicia ainda mais o acúmulo de poeira e de outras substâncias que desencadeiam as reações alérgicas. Por isso, não é bobagem pedir para as pessoas abrirem as janelas nos transportes públicos.

+Leia também: Tire suas dúvidas sobre anticoncepcional

Tratando a rinite

Agora vem a boa notícia. Quando tratada, a rinite pode se manter inativa e o paciente pode parar de apresentar sintomas. O Dr. Roberto deu algumas dicas para conviver bem com o problema:

  • Hidratar as vias aéreas, lavando as narinas com soro fisiológico.
  • Higiene é tudo, galera! Lave as mãos, evite a poeira e mofo no ambiente (os maiores causadores das crises). E não seja um acumulador: mantenha o mínimo de objetos que possam juntar sujeira e resíduos, odores e fungos.
  • É alérgico? Então, a dica é evitar alimentos com excesso de corantes ou produtos artificiais e industrializados.
  • Mesmo no frio, é importante que o quarto seja bem arejado e limpo.
  • Para dar um help para seu corpo e para sua respiração, pratique atividades físicas, especialmente ao ar livre.
  • Xi, nada está ajudando? Procure um profissional especializado e siga os tratamentos prescritos, que podem incluir medicamentos.

 

Consultoria: Dr Roberto Debski, médico clínico geral e Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Brasileira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s