Estudo diz que meninas negras são consideradas menos inocentes que brancas

Recentemente a Universidade de Georgetown, em Washington, D.C., capital dos Estados Unidos, realizou um estudo que mostra que as pessoas tendem a achar meninas negras menos inocentes que as brancas. Foram entrevistados 325 adultos, em sua maioria brancos, que afirmaram, em sua maioria, concordar com a frase “meninas negras precisam de menos proteção, acolhimento, são mais independentes e sabem mais sobre sexo que as meninas brancas”.

O estudo assusta, mas é fruto, mais uma vez, do preconceito e do machismo. “Meninas negras, principalmente entre 5 e 14 anos, são consideradas mais sexualmente maduras que garotas brancas da mesma idade”, diz parte da pesquisa realizada pelo The Georgetown Law Center on Poverty and Inequality. E esse é mais um problema apontado pela pesquisa: a sexualização das meninas negras. E este pensamento contribui para a cultura do estupro 😦

Outro ponto abordado na pesquisa é a “adultificação” das crianças negras. “Essa nova evidência deve ajudar a explicar porque as garotas negras americanas são disciplinadas de forma muito mais severa(…) A ‘adultificação’ contribui para uma falsa narrativa que diz que as transgressões das jovens negras são intencionais e maliciosas“, aponta a pesquisa.

Um comentário em “Estudo diz que meninas negras são consideradas menos inocentes que brancas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s