Exame prova que Tifanny pode jogar entre as mulheres

A jogadora defende o Vôlei Bauru desde dezembro de 2017

Desde que  Tifanny foi anunciada como reforço do Vôlei Bauru, várias questões foram levantadas em torno da jogadora por ela ser transexual.

Os adversários apontam que a jogadora tem vantagem física em relação às outras por ter nascido homem.

Enquanto rola toda essa discussão, o Jornal Estadão teve acesso ao último exame de sangue feito pela jogadora de Bauru.

Os resultados mostraram que ela está rigorosamente dentro do que prevê a regra e a exigência do COI (Comitê Olímpico Internacional).

MAIS
Tifanny no Vôlei Bauru: Por que uma transexual pode jogar na Superliga Feminina?

De acordo com o exame, Tifanny tem um nível de testosterona abaixo de 10 nanamols por litro de sangue.

Segundo o Estadão, todos os exames realizados pela jogadora desde que ela desembarcou no Brasil, a maioria em Bauru, deram resultados semelhantes.

A atleta está no Brasil desde fevereiro de 2017 quando encerrou a temporada na Europa.

A CBV, Confederação Brasileira de Vôlei, é informada periodicamente de qualquer alteração que eventualmente ocorra.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s