Dicas para quem vai colecionar o álbum da Copa do Mundo pela primeira vez

Está chegando a hora! A Copa do Mundo 2018, que acontece na Rússia, só começa em junho, mas, para os amantes do torneio, a festa já teve início!

Isso porque o álbum de figurinhas do mundial já está disponível para venda. Com mais de 600 stickers, essa é uma diversão e tanto para quem quer eternizar a Copa.

Enquanto uns são iniciantes e vão se aventurar pela primeira vez na compra e troca de figurinhas  (vale lembrar que o pacotinho com 5 adesivos custa R$2,00), outros já são mais experientes e manjam muito do paranauê.

+Mais: Saiba todas as novidades sobre o álbum de figurinha da Copa do Mundo 2018

Esse é o caso do jornalista Matheus Bottura, que se lembra de ter iniciado a tradição em 2002, quando tinha 10 anos de idade. Desde então, tem os álbuns das Copas de 2006 (Alemanha), 2010 (África do Sul) e 2014 (Brasil), todos completos. “Os mais recentes, de 2010 e 2014, estão em estado impecável. Já os de 2002 e 2006 é melhor nem comentar muito”, brinca.

Dicas para quem vai colecionar o álbum da Copa do Mundo pela primeira vez
Foto: Reprodução/Instagram

Dicas de quem manja muito

Conseguindo figurinhas
Por mais que você compre e troque com muita frequência, chega um momento que algumas figurinhas simplesmente não vêm. Para não desanimar, Matheus revela um truque para economizar: pedir direto na fábrica. “Chega um momento que não compensa ficar comprando pacotinhos para tentar a sorte. Quando faltam umas 50, eu encomendo direto da fabricante. O gasto é bem menor.”

Mas, atenção, pois há um prazo para solicitações e um número máximo de stickers por pedido.

Superstição
Como bom perfeccionista que é, o colecionador deixa de lado superstições como colar o time da Argentina ao contrário, por exemplo.

Para ele, mania mesmo é abrir o pacotinho com cuidado para não rasgar a figurinha. “Ainda mais com ela custando R$0,40”, comenta ele.

Conservação
Mesmo o Matheus, que é super cuidadoso, já passou por umas “boas” com os álbuns mais antigos. O da Copa do Japão tem até algumas folhas faltantes por conta do manuseio em excesso. “Por mais cuidado que se tenha, é normal que eles se deteriorem com o tempo”. Então, para evitar o imprevisto, ele até encadernou o da Copa de 2006.

A dica é não se desesperar caso isso aconteça, pois é bem normal. Você também pode plastificar a capa para evitar que ela rasgue em contato com a água. Todo cuidado é pouco para quem quer ter essa relíquias por muitos anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s