Universitária teria sido estuprada como forma de punição pelo seu posicionamento político

O caso teria acontecido no Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná

O ano é 2018. O país passa por uma turbulenta eleição para presidente. No meio de tudo isso, as vítimas. Na última segunda-feira (15), o Centro Acadêmico de Ciências Sociais da Universidade Federal do Paraná recebeu uma denúncia de estupro. Segundo a vítima, o crime teria vindo como uma espécie de tortura e punição praticados por eleitores contrários ao seu posicionamento político.

A denúncia foi feita de forma anônima através do Portal Mapa da Violência.

Fui estuprada por garotos no Centro Acadêmico de Ciências Sociais da UFPR por estar com um adesivo do #EleNão. Tive que fazer sexo oral a força com eles ameaçando(…) me violaram”, afirma o relato publicado no Mapa da Violência.

Confira o posicionamento da CACS:

“Até o presente momento, a vítima não nos contactou pessoalmente, no entanto, não vamos colocar em descrédito o relato da vítima, pois o tempo todo vítimas de estupro são culpabilizadas. Nos colocamos a serviço do acolhimento da vítima, mesmo que essa mulher não se sinta à vontade para a exposição do ocorrido. O corpo docente juntamente com os estudantes está articulando formas de lidar com o acontecido de forma a verificar os fatos. Esperamos que tudo seja esclarecido ao longo da semana”

A faculdade ainda continua:

“A gestão ¡Aquí se Respira Lucha! foi comunicada de uma denúncia anônima sobre um caso de estupro ocorrido dentro do Centro Acadêmico de Ciências Sociais, cometido por apoiadores do candidato Jair Bolsonaro contra uma mulher que usava o adesivo da campanha #EleNão. Viemos por meio desta nota expressar nosso repúdio, além de nos colocarmos à disposição da vítima para auxiliá-la no que for necessário, inclusive para tomar medidas legais e na procura de apoio psicológico. Não podemos banalizar esse como mais um caso estatístico, mas qualificar a discussão que se coloca sobre a crescente onda de violência em nome da candidatura fascista que concorre à presidência hoje em nosso país”

Confira a nota de repúdio na íntegra abaixo:

Até quando teremos que ler notícias assim? Por isso, o Conexão Teen se posiciona: “Se fere a nossa existência, seremos resistência! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s